O dia mais emocionante de TODOS!

Estou devendo este post faz tempo.

Todos que me encontram me perguntam… Você estava lá no dia da Maurren?

SIM, EU ESTAVA.

Imaginem como eu reagi? Chorei loucamente, como todos devem imaginar.

Acompanhei todos os detalhes da prova. Na verdade, já tinha acompanhado tudo de perto desde a qualificação, dois dias antes.

Ou seja, acompanhei a favorita Naide Gomes ser desqualificada da prova. Era impressionante ver o quanto ela estava sobrando, estava tranqüila. Mas também foi impressionante vê-la se apavorar depois de 2 queimas. Na verdade, acho que nunca vi um atleta de nível tão alto se comportar desta forma. Ela simplesmente surtou no terceiro salto, quase parando com medo da tábua. Bom… foi nessa hora que começou a ser escrita a maior história de sucesso do fenômeno Maurren Maggi.

Pra quem acha que ela deu sorte (e deu mesmo!!), posso dizer que ela é uma atleta dessas raras. Aqui no Ibirapuera, nos testes e nos treinos ela só é páreo para os homens. Os treinos são compatíveis com treinos de muitos atletas homens. Então… para essas pessoas que acharam que foi só sorte, fica aí o puxão de orelha. Ela é realmente uma atleta fora de série, vitoriosa, mesmo com a pouca estrutura do esporte profissional no Brasil.

Voltando ao dia mais emocionante de todos.

Eu estava lá, e comemorei muito o primeiro salto, pois já sabia que qualquer salto acima de 7 metros era medalha garantida. Vi ela saltando o 6,99m do Troféu Brasil, e sabia que ela podia sim saltar acima dos 7m. Mas realmente não estava preparada para comemorar já no primeiro salto.

Com o decorrer da prova, ficou claro quem as reais adversárias (na verdade, a Lebedeva era depois da Naide a adversária mais perigosa mesmo, mas como eu sabia que algumas atletas eram muito fortes fisicamente – tipo aquela americana do salto horroroso, poderiam tirar da cartola um salto mágico).

No terceiro salto, liguei para o Ronalto, que estava no vôlei Brasil x Itália para saber como estava lá e para dizer o que estava acontecendo no Ninho.

Voltei a ligar na última rodada de saltos, assim que a Lebedeva foi chamada para saltar. Narrei o que consegui, se é que pode se chamar um monte de berros, misturado com choro de narração. Acho que o Ronalto demorou um pouco para entender o que estava acontecendo, mas pelos meus gritos ele deve ter percebido…

A sensação de estar lá é indescritível. Chorei copiosamente, meio descontroladamente, sem saber direito como comemorar. Quando a Maurren saiu da pista, eu ainda chorava, sentada, como quem não acreditava.

E o hino? O hino foi URRADO pelos 20 brasileiros que estavam espalhados pelo estádio. Os chineses olhavam meio desconfiados, sem entender o que isso significava para nós. Mas sem nenhuma vergonha de fazê-lo, todos nós gritamos o hino do começo ao fim. Eu particularmente, urrava de forma muito desafinada o hino, tentando engolir o choro, sem conter as lágrimas.

Ao sair do estádio, eu ainda tremia, por conta da adrenalina. Foi assim o dia mais emocionante de todos.

PS: Eu, minha irmã e meu pai assistimos ao VT da prova aqui no Brasil já. Choramos todos nós, de novo, juntos. Acho que essa minha reação é hereditária… 🙂

Anúncios

~ por prikoo em 10 setembro, 2008.

6 Respostas to “O dia mais emocionante de TODOS!”

  1. Oi Pri! Que bom que tem mais alguém que continua a comentar os Jogos Olímpicos… continuo fazendo o mesmo no meu blog e, apesar de já ter feito o diário de bordo completo, ainda tenho muita coisa pra escrever e continuo com posts quase que diários!

    Lembro exatamente das suas ligações (na verdade eu tava na semi do Basquete Masculino, e não no fôlei). Primeiro chegou uma mensagem de texto que dizia algo como: “Maurrem em primeiro: 7,04”. Eu tb já sabia que com mais de 7,0m já era medalha garantida. Depois você me ligou dizendo que só faltava mais um salto para cada uma, a Lebedeva vinha queimando todos e que a prova só duraria mais uns 5 minutos. Na última ligação, disse que a Lebedeva iria saltar e se não passasse 7,04 a Maurrem era ouro. Eu aflito no celular… de repente você soltou um “Meu Deus” e eu fiquei perguntando “o que foi? o que foi?” e parecia que ela tinha conseguido mais de 7,04. Alguns longos momentos de espera e de repente só ouvi uma gritaria de comemoração. Espetacular!

    Também assisti ao VT da prova há uns dias atrás e também me emocionei de novo… como tem acontecido quando revejo o VT do Cielo, do VF, da cerimônia de encerramento…

    Um beijo!

  2. Oi Pri, tudo bem?

    Sei que a emoção de estar à distância não é a mesma de ver ao vivo, mas vamos lá. Eu, nesse dia da Maurren, coloquei no UOL Esporte logo de cara e ficava dando f5 (atualizar) a cada 5 segundos. De cara a Maurren deu o salto vitorioso… animal, comemorei na minha solidão. Depois o cara do Uol foi só falando: “Maurren queima um salto” e depois outro, e depois mais outro…

    Até que chegou o último salto da Lebedeva. Aí o cara me escreve: “Ela saltou mais de 7 metros, com certeza!”. Eu falei: “Não é possível, será que a Maurren perderá?”. Aí o cara escreveu: “7,03!!! 7,03!!! 7,03!!! O OURO É DA MAURREN AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH”

    E nisso eu dei um discreto soco no ar (estava no ambiente de trabalho…)

    Bj

  3. Oi Pri!
    Uau,primeira vez q to comentando aqui hehe!
    Nossa…só de ler seu post dá vontade de chorar…ver a superaçao da Maurren.Ela veio com td nessa olimpíada=)!
    Gostei das fotos=)Principalmente a do deserto em Dubai!Sempre quis estar em um!Hehe!Mto bonito!!
    Bom fds!
    bjo

  4. oi pri!

    só hj consegui entrar no teu blog! a aninha ficava me contando das suas aventuras lá na china, mas nunca me passava o seu blog… =/

    ahahaha super engraçado como vc conta o seu melhor dia lá nas olimpíadas!

    bjo!

  5. Adorei o blog. Acho que pra mim so perdeu pra festa de encerramento. Foi o hino mais lindo de Pequim. Bom demais ter participado de tanta coisa contigo. Obrigado. Adorei o post “isso eh muito Brasil” Eu tenho uma opiniao mt particular sobre isso. Quando falei nao era depreciando mas constatando varias realidades. Nao e facil nem bom ser o brasileiro que nao desiste nunca… Mas mesmo assim e bom tremer e se emocionar com nossa bandeira, nosso hino e com os brasileiros doidos gritando nas arquibancadas que nem eu. Hehehe Voce fez diferenca naqueles dias. Segue postando. Beijos

  6. Cada vez que leio um relato diferente das Olimpíadas eu me emociono de novo! Realmente foi incrível ver a Maurren (eu e a Paty também estávamos lá!).

    E o que demorou entre o salto da Lebedeva e o 7.03 dela? Acho que passou pelo menos umas 15 horas!

    Adorei a parte do URRAR o hino… fantástico!

    Beijo!

    Fabrício

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: